Devido à Empresa da Luz ter cortado o fornecimento energético, o grande e de transcendental sucesso Emaranhado de Luzes mudou de casa. Agora possuímos um bom T3!!!!

.posts recentes

. Já nascem ensinados...

. Ganda Noia!!!

. Tanto tempo passado... ma...

. E o novo Hit deste Invern...

. E ainda dizem que há arma...

. Geração Y

. Como é que a Trident não ...

. Uma Obra-Prima do Metal p...

. Jeff Duanham - Melvin, th...

. Dá cá um beijo! Dá cá, dá...

.Biblioteca

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.A verdadeira razão que nos levou a criar este blog

Não fazemos puto de ideia! Sabem como é quando estão de ressaca à frente do PC e supostamente deviam estar a fazer um trabalho? Pois nós sabemos que sabem...
Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Viagens no Tempo

O que dirá o velho ao chegar a casa e não vir a mulher!? Talvez tenha chegado cedo demais...não! São precisamente oito da noite! - Já tem mais é que estar em casa - diz o velho não sei bem para quem, visto que não se encontra ninguém em casa! Nisto, aparece um pequeno homem que lhe indica o caminho para o quintal. Está uma noite de verão abrasadora. O chão ainda escalda devido ao calor que todo o dia se sentiu, de certeza uma das noites mais quentes do ano! As àrvores agitam-se levemente ao som de uma ligeira brisa que percorre o corpo do velho, percorrendo as suas longas barbas, dando-lhe uma sensação de frescura momentânea. Este apercebe-se de uma porta ao fundo do quintal, uma porta que nunca se encontrou lá e que nunca devia tão-pouco existir, visto ir dar ao quintal do seu arqui-inimigo, um velho pimpão que em tempos tentou roubar-lhe a sua amada.
O anão encontrava-se já ao pé da porta. O velho relutante quanto a entrar naquela suposta porta estagnou durante o que me pareceu ser uma eternidade. Olhava em volta como que achando toda a situação um pouco bizarra - devo estar mesmo avinhado - disse com uma voz rouca e gasta pela vida. Decidiu então avançar em direcção à porta, encheu os pulmões como que preparando-se para mergulhar e deu um passo em frente. A porta encheu-se de uma luz radiante e quando finalmente conquistou de novo a visão viu-se em frente a um espelho.
Para enorme espanto do velho a imagem do lado do espelho era de um jovem... um jovem bastante parecido com o que fora em tempos. Tacteou a face e todo o corpo virilmente sem poder acreditar que era novo outra vez. Depois de enormentente espantado deu por si aos pulos de alegria, cada um maior que o anterior - Sou novo outra vez!!!
Passada a euforia olhou em volta procurando alguém... alguém que não estava presente! Deu voltas e mais voltas,... gritou até ficar rouco... subiu e desceu montes... e quando confirmou finalmente que se encontrava só deixou-se cair por terra. Chorando baba e ranho, descobriu-se tão triste como nunca antes tivera, mesmo no dia da morte de seus pais. Quando, em completo desespero, levantou a cabeça para perguntar aos Deuses porque havia sido escolhido para tal infelicidade avistou uma bela mulher. Era talvez a mulher mais bela que alguma existiu e transmitindo uma calma digna de um Deus, aproximou-se do jovem para o ajudar a levantar. Limpou-lhe as lágrimas calma e suavemente, ordenou que pusesse um sorriso na cara e levou-o a sua casa para que podessem falar.
Depois de horas de conversa e muito chá a mulher faz a pergunta chave pela qual o tinha enviado para este local desconhecido por qualquer Humano querendo ouvir um sim da boca do jovem - Aceitas ficar comigo? Aqui, neste paraíso onde tudo é tão calmo, não há guerras nem disputas de qualquer tipo. Onde tu te manterás jovem para sempre e viverás uma vida sem preocupações. Onde serás amado para sempre por mim. - Sem pensar duas vezes o jovem levanta-se calmamente anunciando a sua resposta. - Por mais generosa que sejais não sois a mulher a quem eu ofereci todo o meu amor e como tal renuncio ao vosso pedido, querendo apenas voltar para casa e viver os poucos dias que restam da minha vida ao lado da minha amada. Dito isto aparece uma enorme luz emvolvendo por completo o jovem.
Uma velha preparando um jantar com um cheiro infestantemente delicioso vê uma enorme luz atravez da janela da sua cozinha. Correndo o mais depressa possível para o quintal avista ao fundo o seu amado que ainda meio atordoado e novamente com um aspecto gasto pela vida lhe estende os braços com enorme alegria!

Passados todos estes anos a mulher continua a lamentar nunca ter conhecido o seu verdadeiro amor, pois escolhera a vida eterna!!
Proferido com solenidade por Tibas e Gong às 20:48
link do post | comentar | favorito
Para que não venham com paneleirices que somos moralmente incorrectos fica o aviso:

.Que raio de pupu anda vocelência à procura

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30

.links

blogs SAPO