Devido à Empresa da Luz ter cortado o fornecimento energético, o grande e de transcendental sucesso Emaranhado de Luzes mudou de casa. Agora possuímos um bom T3!!!!

.O Nosso 1º de Muitos Prémios (ou não!!)

.posts recentes

. Já nascem ensinados...

. Ganda Noia!!!

. Tanto tempo passado... ma...

. E o novo Hit deste Invern...

. E ainda dizem que há arma...

. Geração Y

. Como é que a Trident não ...

. Uma Obra-Prima do Metal p...

. Jeff Duanham - Melvin, th...

. Dá cá um beijo! Dá cá, dá...

.Biblioteca

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.A verdadeira razão que nos levou a criar este blog

Não fazemos puto de ideia! Sabem como é quando estão de ressaca à frente do PC e supostamente deviam estar a fazer um trabalho? Pois nós sabemos que sabem...

.Do melhorzito que por aqui se viu

Segunda-feira, 25 de Junho de 2007

Onde estão as mulheres das publicidades?


Meus senhores e minhas senhoras, caros leitores e caras leitoras é com enorme desagrado que vos venho dar uma triste notícia: AS MULHERES DAS PUBLICIDADES não existem!!!
Sei que esta é uma notícia horrenda, pior que isto só se dissesse que o coelhinho da Páscoa não existe, mas é a mais pura das verdades. Se não acreditam em mim então escutem com muita atenção a triste história que vos vou contar. Toda a gente parte do princípio que elas existem porque as vemos todos os dias nos cartazes espalhados pela cidade e estradas a caminho do trabalho ou qualquer outro lugarejo. Todos os dias muitos de nós se babam a olhar para o corpo curvilínio, sexy, agradável, de seios proêminentes, de traseiro bem espetado, sorriso maroto, olhar fatal, pose provocante e... muito muito muitos mais atributos que se podem apreciar numa capa de revista, jornal ou qualquer outra coisa de papel a cores ou preto e branco e de tiragem periódica. Quantos de nós paramos de fazer o que estavamos a fazer quando passamos frente ao televisor e está a passar uma dessas publicidades em que vimos tudo menos o produto a que se destina tudo porque lá está uma bela mulher em poses atrevidas e menos próprias?
Pois é minha gente, tudo isto acontece nas nossas vidas e, por isso mesmo, concluimos erradamente que elas existem, porque as vimos na TV, jornal ou revista. Mas, a verdade é muito mais profunda que tudo isso, a conspiração que essa gentinha nos preparou é muito mais grave do que qualquer pessoa possa imaginar. Se não vejam e pensem comigo, quantos de nós já viu realmente alguma dessas mulheres na rua, nas compras, no shoping ou em qualquer outro local?
Quantos de nós já ouviu "um amigo" de um amigo dizer que viu a tal gaja boa da publicidade não sei das quantas no videoclub a alugar um filme porno? Quantas vezes já tivemos a ilusão, ao passar a 150km/h numa estrada, de ver a tal boazona da revista a passear-se no passeio?
Nunca ninguém ouviu ou viu tal coisa e sabem porquê? Porque estamos a ser enganados por truques das novas tecnologias. Elas não existem! As boazonas são, no final de contas, criações computarizadas do alter-ego masculino.
Meus amigos, por todos estes motivos vos imploro, ajudem-me a dar voz a este apelo e passem a palavra a todos os que conhecem. E já agora se alguém, que esteja a ler isto, conhecer a Angelina Jolie por favor digam-lhe que sou um grande fã e que gostava muito de a conhecer e já agora dêm-lhe o meu número também 90707070.
Proferido com solenidade por Tibas e Gong às 21:23
link do post | comentar | favorito
Para que não venham com paneleirices que somos moralmente incorrectos fica o aviso:

.Que raio de pupu anda vocelência à procura

 

.Rebenta Tímpanos

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30

.links

badge
website stats

.Este Blog encontra-se sob vigilância da Securitas (ou seja os gordos barrigudos)

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO